Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As palavras que o vento não levou

nada mais .

IMG_2870.JPG

 

Não venhas assim, numa de faz de conta. Não penses que chegas e me arrebatas. Os tempos mudaram. Não sou mais "a camisa branca sensual". Hoje, sou a Mulher. Que domina. Que te resiste. Que te seduz. Que te fecha a porta na cara. Que te demonstra que sem ti também respira. Que caminha. Que não se trata apenas de sobreviver, mas viver a vida. Mais do que quando era a tua. Percebe que hoje, viver sem ti é mais fácil do que viver para que estejas presente. Já não preciso de ti, aqui, para sorrir. Preciso apenas de mim. Hoje, sei o sabor da liberdade. Por não te ter e por não te querer mais. Podes voltar, podes ir. Quando quiseres, quando bem te apetecer. Vou estar aqui de qualquer maneira, mas não serei eu a dar-te o resto da vida. Nem tão pouco o mundo. Mudei de rumo. Dar-te-ei o instante, se tivermos essa necessidade. Atos do momento. Nada mais do que isso. Nada mais. 

 

[ficção]

12 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D