Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As palavras que o vento não levou

O Natal .

IMG_3452.JPG

 

 

Há qualquer coisa sobre o Natal. Vai além das prendas, do odor dos doces tradicionais da época. É mais do que as luzes que piscam e ultrapassa qualquer gasto monetário. O tempo passa, com ele mudam-se as vontades. As necessidades. Deixamos de querer o presente ideal, para querer o aconchego sincero, o carinho no olhar e a união que faz o toque ser imenso. Queremos sentimento e emoção. Queremos o que nos aquece o coração e nos preenche a alma. Queremos, mais do que tudo, a presença constante. Natal é surpreender... com gestos, palavras e brilho! 

 

Desejo-vos um Feliz Natal! Repleto de amor, ternura e partilha! 

quero, mesmo não querendo .

66.jpg

 

Quando vieres, lembra-te de mim. Lembra-te dos nossos sonhos e promessas. Dos ventos e luas. Dos tempos perdidos e dos sorrisos alcançados. Lembra-te do tempo que passou por nós. De tudo o que deixamos ser e daquilo que ficou por acontecer. Das vezes em que fiquei e o comboio arrancava. Dos vidros embaciados, desorientados nas mensagens de odores ofegantes. Nos cabelos despenteados pela manhã. No olhar borratado. Na tua camisa, manchada pelo tom vermelho dos meus lábios. Os botões que há muito escaparam da casa correspondente. A fúria. O desejo. A entrega. A paixão. Ali. Naquele momento. Porque podia não haver mais... bastava aquele momento para ser tudo. Tudo e mais alguma coisa. Éramos nós. Até ao dia em que deixei de ficar. E mesmo assim, és tu quem quero que volte, mesmo não querendo.

 

[ficção!] 

querer ser .

IMG_3119.JPG

 Deixa-me ser tudo o que ainda não fui. Deixa-me ver tudo o que ainda não vi. Deixa-me estar onde nunca estive. Deixa-me ouvir tudo o que nunca ouvi. Deixa-me dizer tudo o que nunca disse. Deixa-me olhar tudo o que ainda não olhei. Deixa-me estar aqui, porque só estive ali. Deixa-me partir porque sempre quis ficar. Deixa-me voar porque sempre quis andar. Deixa-me ser o tempo que não pára, que se re-inventa, que inova, que é sempre diferente, por de constante nada ter.

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D